20 anos de tradição e confiança

BOX, SACADA RETRÁTIL, ENVIDRAÇAMENTO DE SACADA, VIDRO TEMPERADO, VIDRO COMUM, BOX, BOX DE VIDRO, FECHAMENTO DE COZINHAS, FECHAMENTO DE LAVANDERIA, FECHAMENTO DE ÁREA DE SERVIÇO, MESA, TAMPO DE MESA, TAMPO DE VIDRO PARA MESA, TAMPO DE VIDRO, PORTA DE VIDRO TEMPERADO, PORTA DE CORRER DE VIDRO, GUARDA CORPO DE VIDRO, DIVISORIA DE VIDRO TEMPERADO, VIDRO LAMINADO, GUARDA CORPO COM TORRE DE INOX, CORREMÃO, CORREMÃO ESCADA

FABRICANTES DE VIDRO NO BRASIL

 

AGC

De propriedade do grupo japonês Asahi Glass Company, a AGC Vidros do Brasil inaugurou oficialmente em abril de 2013 sua fábrica no município de Guaratinguetá (SP). O forno possui capacidade para produzir 600 t diárias de vidros flotados, além de espelhos e automotivos de todos os tipos.

 

 

CEBRACE

A Cebrace, joint-venture dos grupos nipônico NSG/Pilkington e francês Saint-Gobain, possui cinco unidades industriais no Brasil: três em Jacareí (SP), uma em Caçapava (SP) e outra em Barra Velha (SC). Juntas, essas plantas produzem 3.600 t/dia de vidros. A empresa já anunciou a inauguração do sexto forno, em Camaçari (BA), ainda sem previsão de inauguração.  www.cebrace.com.br

 

 

GUARDIAN

A multinacional americana Guardian possui unidades instaladas no interior dos Estados do Rio de Janeiro e São Paulo, nas cidades de Porto Real e Tatuí, respectivamente. A última começou a operar em 2009 e produz 830 t diárias de vidros. A fábrica de Porto Real, por sua vez, produz 600 t/dia.  www.guardianbrasil.com.br/

 

 

SAINT-GOBAIN GLASS

A Saint-Gobain Glass, com parque fabril instalado em São Vicente, cidade do litoral Sul paulista, reinaugurou, em setembro de 2010, seu novo forno totalmente reconstruído e sua fábrica reformada. Dali saem 100 t/dia de vidros impressos.

www.saint-gobain.com.br/pt-br

 

 

UBV

A União Brasileira de Vidros (UBV) preferiu a Zona Sul da cidade de São Paulo para abrigar sua unidade fabril. No final de 2008, a fabricante inaugurou seu novo forno com capacidade produtiva de cerca de 240 t/dia de vidros impressos.

 

 

VIVIX

A Vivix, pertencente ao grupo brasileiro Cornélio Brennand, inaugurou oficialmente, em abril de 2014, a primeira fábrica de floatcom capital 100% nacional. Erguida em Goiana (PE), a planta produz 900 t/dia do material. A empresa afirma pretender construir, nos próximos anos, a segunda planta — esta na Região Sudeste.

 

 

Fabricação do vidro float
O processo produtivo dominante na indústria vidreira mundial é o float. As matérias-primas do vidro — sílica (areia), potássio, alumina, sódio (barrilha), magnésio e cálcio — são misturadas com precisão e fundidas em forno. O vidro, fundido a aproximadamente 1.000ºC é continuamente derramado num tanque de estanho liquefeito quimicamente controlado, onde flutua, espalhando-se uniformemente. A espessura é controlada pela velocidade da chapa de vidro que se solidifica à medida que continua avançando. Após o recozimento (resfriamento controlado), o processo termina com o vidro apresentando superfícies polidas e paralelas.